[avatar user=”CT1″ size=”thumbnail” align=”left”]Carmen Thiago – Artista Plástica, ilustradora, designer, poeta e colaboradora do site Na Pauta Online.[/avatar]

Espelho, espelhos meus
sei quem é, esse meu eu
que vejo multiplicado
à minha volta, aos milhares
e às voltas com minhas pilhagens
desses todos, esses eu mesmo

Neste eu, não sou só eu,
meus complexos reflexos
que nem sempre reconheço
quando penso, sim,
quando insano penso

Meus eus que me afrontam
me assustam e me separam
que as vezes à monstros comparo
que me dão solidão e medo
quando assim escolho vê-los

Mesmo meus eus
que me agradam, me encantam
que até chego a pensar que amo
não o Amor
mas o amor do mundo,
o amor dos preços

Ainda acontece
ainda me engano,
na ilusão da distância
entre os corpos usados
nesse sonho que invento

Ainda me iludo, ainda retorno
à ilha construída aqui dentro
dessa mente, que as vezes se esquece
que só pode provar do seu próprio reflexo

A que cria meu mundo
hora puro, hora imundo
com tudo e todos
quando assim julgo
quando assim titubeio

Que nele, esses outros que vejo,
como outras ilhas distantes
não são mais que meus entes
expressões de uma única mente,
apenas se experimentando

E são tantas
são todas
complementando-se
atendendo sem lembrar
as escolhas
umas das outras

Seja quando se pensam luz
ou quando se pensam sombras
sejam a favor, neutras ou contra
seja o que for, é só faz de conta

Não carece punição
não carece julgamentos

Experimento,
é só um experimento

Mas quando recobro a memória
e lembro, de onde vim
as recolho, as ilhas, todas de volta
e as acolho em meu centro

Ali as reconheço, sou todas
e só nelas, Sou
e só nelas me vejo

E assim vislumbro
lembranças do Céu
mesmo ainda dançando
a delirante dança do tempo

Experimento,
é só um experimento

Da luz querendo ser muitas
provando uma idéia de opostos
para estender-se
em conhecimento

Criando infinitos aspectos
Provando um a um
num projeto
de vida em exploração
das infinitas possibilidades
criadas e vividas em si mesma

Provando em sonho
o que só em sonho pode ser
eu, tú, ele, nós vós, eles
ao invés do somos Um,
Um que é Tudo,
que é o Todo

Experimento…

Da única Luz,
que Sou,
que Somos,
provando da Criação Una
e de seu Eterno Movimento.