Não é segredo que muita gente sonha ou planeja virar a mesa e mudar completamente o estilo de vida. E uma das tendências que vem crescendo há anos é a vontade do brasileiro em realizar essa mudança para outro país, como os EUA, por exemplo. Mas a realidade é que muitas vezes as pessoas não sabem nem por onde começar, pois acreditam que existe muita dificuldade nos processos que envolvem os trâmites necessários.

Segundo dados do consulado americano em São Paulo, o investimento brasileiro nos Estados Unidos aumentou 89% nos últimos cinco anos – e a tendência é que os aportes continuem a crescer.

Montar um negócio nos EUA, enviar um filho para estudar ou até mesmo constituir residência no outro país é um sonho  que além de ser muito possível, também tem facilidades que vão desde a abertura de conta corrente e empresa, até a compra de imóvel online. Isso sem falar no programa de visto EB-5 que virou febre entre os brasileiros exatamente por dar direito de residência americana estendida à família, a quem puder investir U$500 mil nos EUA.

No cenário atual de crise e insegurança no Brasil muitas pessoas, incluindo famosos, fazem questão de investir seus futuros em empresas e  imóveis fora do país porque não sabem o que vai acontecer. 

A cidade de Orlando, na Flórida, por exemplo, é o destino favorito dos brasileiros. O Brasil ocupa o segundo lugar entre os países que mais viajam para Orlando. Em 2017 Orlando bateu seu próprio recorde recebendo 72 milhões de turistas e atingindo o ranking de cidade mais visitada nos EUA. As pessoas que conhecem a magia que envolve a cidade, se apaixonam por ela e acabam seduzidas com tudo que é oferecido.

Segurança, conforto, ótimas escolas e oportunidades de trabalho, estão entre os principais motivos que fazem os brasileiros se encantarem pela cidade e pelo país. Por isso, hoje, uma viagem pra terra da Disney, pode virar mais que um passeio, pode virar uma virada de mesa, uma virada de vida.

Mas nem tudo são flores e como existe uma grande diferença cultural entre os países é necessário muita pesquisa, estratégia e planejamento para a abertura de qualquer negócio nos EUA, e isso também exige expertise de profissionais sérios que vão assessorar todo o processo.

Fonte: GrupoInvest