Cantora e dubladora goiana Andreya Vieira - Foto divulgação

A cantora e dubladora goiana Andreya Vieira não para. Morando na Florida, Estados Unidos, há dois anos e meio, diversificou suas atividades e tem se dedicado, em tempo quase integral, ao canto e à dublagem, atividades que, por precisarem essencialmente da voz, a atraíram, e a vêm encantando cada vez mais, a ponto de levar a bossa nova, ritmo legitimamente brasileiro, a várias partes dos Estados Unidos, e o mais gratificante: espalhando amor, cuidado e carinho a pessoas que sofrem com o câncer e a idosos abandonados por suas famílias que vivem em asilos, por meio do grupo Brazilian Voices, que concebeu o projeto Arts and Healing (Arte e Cura),

O projeto, segundo Andreya, tem comprovado por meio dos shows das cantoras e instrumentistas, que a música brasileira é muito respeitada e bem recebida, mesmo em locais como asilos, escolas e hospitais. “Nossa intenção é amenizar a dor das pessoas que sofrem com essa doença terrível que é o câncer ou com o abandono. Por outro lado, levamos também a imagem da mulher brasileira, o que muito nos orgulha”, afirma.

Além do trabalho voluntário com idosos e doentes, Andreya trabalha em um dos mais respeitados estúdios de dublagem da Floria, o RMP Music and Arts, que tem elenco em inglês, espanhol, português e francês. O escritório é do brasileiro músico e empresário Eduardo Ramos e trabalhar com dublagem foi, para Andreya, um desafio, mas que foi encarado com mais tranquilidade por ser uma área em que se trabalha com a voz, o que sempre esteve presente na vida da cantora.

“Com o tempo descobri que o mundo da dublagem é maravilhoso, e torna-se ainda mais especial porque permite que eu use o canto para completar o meu trabalho. Além disso, é sempre bom ampliar fronteiras e aprender algo novo dentro da nossa área de atuação”, observa Andreya. Além de dublar e de cantar, Andreya também se aventura pelo mundo das composições e está às voltas com a gravação de músicas para um novo álbum.

E como se não bastasse toda essa gama de atividades, ainda prepara, para muito breve, um canal no Youtube, que terá a participação especial de sua filha Liz. E mais: ela se apresenta em um novo show de jazz e bossa nova acompanhado de piano e guitarra. “Cantar é minha vida e, além de fazer da música minha profissão, fico orgulhosa de poder cantar para todos e ainda de usar do poder da música para a cura e para o conforto dos que sofrem”, completa. Mas tem mais: quando não está dublando, Andreya Vieira se ocupa de todo o Project manager da série ou filme que está sendo produzido e/ou dublado.

A respeito de viver nos Estados Unidos e ter de encarar as naturais diferenças de língua, costumes e cultura, Andreya diz que a decisão de ir morar na Florida literalmente a “virou do avesso”. No entanto, para ela a bagagem adquirida é única e por isso muito valiosa. Agora, é administrar a saudade dos familiares e amigos que ficaram no Brasil – um “desafio diário”, segundo ela –, enquanto agradece a Deus todos os dias pelas oportunidades que têm surgido em sua vida. “Sou grata a Deus por essa experiência que me fez e me faz crescer muito e amadurecer ainda mais. Nossa missão aqui é sempre evoluir, nunca estacionar, amando as pessoas e vivendo da melhor forma com todos e é isso o que procuro fazer”, finaliza.