O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira um plano destinado a permitir a detenção das famílias e crianças imigrantes ilegais durante um período maior que o permitido pelas normas atuais, de modo a conter a avalanche de pessoas que chegam da América Central.

O Departamento de Segurança Nacional explicou em comunicado que a decisão, que será publicada oficialmente na sexta-feira e entrará em vigor em 60 dias a partir de então, visa encerrar Acordo Flores, que desde 1997 concede medidas de proteção para as crianças migrantes desacompanhadas, como o estabelecimento de prestações sociais e a determinação de períodos máximos de detenção.