O ex-mayor de Nova Iorque Michael Bloomberg, que ainda não decidiu se vai concorrer às eleições presidenciais dos Estados Unidos, lançou esta sexta-feira uma campanha de anúncios online anti-Trump de 100 milhões de dólares.

O bilionário, detentor da oitava fortuna mundial segundo a revista Forbes, indicou na rede social Twitter o lançamento desta campanha, anunciada no jornal The New York Times pelo seu assessor, Howard Wolfson.

“Este é um momento de empenho total. Vamos lutar diretamente com Trump”, escreveu o ex-presidente da Câmara de Nova Iorque.

Esses anúncios online, que não apresentam Michael Bloomberg, mas concentram-se nas críticas de Donald Trump, têm como alvo o Arizona, Michigan, Pensilvânia e Wisconsin – quatro Estados que poderiam votar nos Democratas e Republicanos em 2020 e podem ser a chave para a vitoria na eleição presidencial.

No passado dia 8 de novembro, Michael Bloomberg admitiu candidatar-se à campanha presidencial Democrata em 2020, alegando que os atuais candidatos do partido estão mal preparados para derrotar o Presidente Donald Trump, segundo um seu assessor.

Bloomberg tinha descartado, no ano passado, uma corrida presidencial em 2020, mas os seus assessores admitiram que o antigo mayor de Nova Iorque tem estado em consultas com figuras proeminentes do Partido Democrata e tem exprimido dúvidas sobre a capacidade dos atuais 17 candidatos para vencerem Trump.

Michael Bloomberg, de 77 anos, foi presidente da Câmara de Nova Iorque durante 12 anos e tem uma forte ligação aos media e a Wall Street, sendo detentor da oitava maior fortuna do mundo, avaliada em 55 mil milhões de dólares (cerca de 50 mil milhões de euros), segundo a revista Forbes.

Fonte: Forbes/ Lusa