Foto divulgação

Este ano, a Cia traz como convidadas as duplas de solistas  Marcelo Gomes e a italiana Alice Mariani (1ª bailarina do Dresden Semperoper  Ballet, Alemanha), Cícero Gomes (1º bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro) e Manuela Roçado (Rio de Janeiro).

Tradição de final de ano, o Teatro Alfa recebe a 36ª temporada do espetáculo natalino de Tchaikovsky O Quebra-Nozes, interpretado pela Cisne Negro Cia de Dança, de 12 a 22 de dezembro (com exceção dos dias 16 e 17), em um total de 13 apresentações, incluindo matinês. Horários – Quarta a sexta-feira, 20h30. Sábado, 17h e 20h. Domingo, 15h e 18h. Além do elenco fixo, dançam bailarinos e atores performáticos especialmente contratados. Os solistas convidados são Marcelo Gomes, brasileiro, estrela Internacional do balé; Alice Mariani, italiana, 1ª bailarina do Dresden Semperoper  Ballet, Alemanha (de 12 a 15/12); e os brasileiros Cícero Gomes, 1º bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e sua partner Manuela Roçado (Rio de Janeiro), que se apresentam de 18 a 22 de dezembro.

Encenado em dois atos, o balé conta a fantasia de Clara, uma menina que na noite de Natal ganha muitos presentes, mas se encanta de uma maneira especial por um deles, um boneco quebra-nozes. Quando todos vão dormir, Clara vai à sala para brincar com seu novo presente, adormece e entra no mundo da fantasia – os brinquedos ganham vida, dançam, lutam, viajam para O Reino das Neves e Reino dos Doces, onde Clara e seu príncipe são homenageados com danças típicas de vários países e com um gracioso grand pas-de-deux da Fada Açucarada. Criada em 1891 pelo compositor russo Pyotr Ilyich Tchaikovsky, a versão da Cisne Negro Cia de Dança tem direção artística de Hulda Bittencourt e Dany Bittencourt.

Com direção artística de Hulda Bittencourt e Dany Bittencourt, conta com a colaboração de ensaiadores de expressão na área da dança, como a bailarina e maitre Daniela Severian e a ensaiadora da Cisne Negro Cia de Dança Patrícia Alquezar. A criação de O Quebra-Nozes foi inspirada em uma adaptação francesa de um trecho do conto Nussknacker und Mauserkonig (Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos), de Hoffmann. Tchaikovsky se encantou com as colorações sinistras e fantásticas que envolvem a história e compôs a música para o balé. O resultado é uma obra repleta de fantasia e romantismo.

Tradicional na cidade de São Paulo, o espetáculo recebeu em 2012 o Prêmio Governador do Estado como Melhor Espetáculo de Dança – preferência popular. O Quebra-Nozes conta com a colaboração de ensaiadores de expressão na área da dança, como a professora Denise Siqueira (ex-bailarina e solista de O Quebra-Nozes) e a ensaiadora e assistente de direção da Cisne Negro Cia de Dança, Patrícia Alquezar. O balé apresentará efeitos especiais circenses e acrobacia de tecido a cargo do Circo Escola Picadeiro, considerada uma das mais respeitadas escolas circenses do Brasil, criada em 1983, por Wilson Moura Leite, que tem em seu currículo ex-alunos atuando em importantes companhias no Exterior, alguns deles inclusive no Cirque Du Soleil.

Destaca-se também neste ano a participação de bailarinas integrantes da Usina da Dança, projeto social desenvolvido pelo Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça – IORM, de Orlândia-SP, fundado pela empresária Josimara Ribeiro de Mendonça, que atua pelo desenvolvimento integral de crianças e adolescentes na região Nordeste do Estado de São Paulo e mantém parceria com a Cisne Negro Cia. de Dança. No saguão do Teatro, haverá a apresentação de corais convidados, interpretando músicas natalinas, uma hora antes do início dos espetáculos, sob a coordenação da pianista Maria Inês Vasconcellos. O espetáculo conta com maquiagem e visagismo criados pela equipe Jacques Janine, sob a supervisão de Chloé Gaya. “É uma obra que nos faz embarcar no sonho de Clara, transportando-nos a um mundo de imagens fascinantes, repletas de magia e beleza, que ficam gravadas para sempre em nossas mentes e em nossos corações”, diz Hulda Bittencourt, fundadora da companhia e diretora artística do espetáculo O Quebra-Nozes.

Breve sinopse

O Quebra-Nozes conta a história de Clara e seu precioso boneco Quebra-Nozes, presente de seu padrinho, o mago Drosselmeyer. Juntos, eles enfrentam uma cruel batalha contra o Rei dos Ratos e seu exército, viajando pelo Reino das Neves até o Reino dos Doces.

Serviço

Cisne Negro Cia de Dança – O Quebra-Nozes. De 12 a 22 de dezembro. Quarta a sexta-feira, 20h30. Sábado, 17h e 20h. Domingo, 15h e 18h. Matinês – dias 14 e 21 (sábados às 17h) e 15 e 22 de dezembro (domingos às 17h). Duração: 120 minutos, com intervalo de 15. Classificação: Livre. Ingressos: Plateia superior – R$ 75 (inteira) e R$ 37,50 (meia). Plateia – R$ 160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia). Não haverá sessão dias 16 e 17.

SESSÃO POPULAR

DIA 18/12 – Quarta-feira, às 16h

Plateia inferior: R$ 40,00 e Plateia superior: R$ 20,00

Teatro Alfa – Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. (11) 5693-4000. Site: www.teatroalfa.com.br. Ingresso rápido ou pelos telefones: 11 5693-4000 | 0300 789-3377. Acessibilidade – motora e visual. Estacionamento: Sala A. Vallet R$ 45,00 Self Park R$ 31,00.

 

Solistas Convidados

 

Dia 12.12 – 5ª feira 20h30 Marcelo Gomes e Alice Mariani Estréia
Dia 13.12 – 6ª feira 20h30 Marcelo Gomes e Alice Mariani Espetáculo
Dia 14.12 – sábado 17h00 Marcelo Gomes e Alice Mariani Espetáculo
Dia 14.12 – sábado 20h00 Marcelo Gomes e Alice Mariani Espetáculo
Dia 15.12 – domingo 15h00 Marcelo Gomes e Alice Mariani Espetáculo
Dia 15.12 – domingo 18h00 Marcelo Gomes e Alice Mariani Espetáculo
Dia 18.12 – 4ª feira 20h30 Cícero Gomes e Manuela Roçado Espetáculo
Dia 19.12 – 5ª feira 20h30 Cícero Gomes e Manuela Roçado Espetáculo
Dia 20.12 – 6ª feira 20h30 Cícero Gomes e Manuela Roçado Espetáculo
Dia 21.12 – sábado 17h00 Cícero Gomes e Manuela Roçado Espetáculo
Dia 21.12 – sábado 20h00 Cícero Gomes e Manuela Roçado Espetáculo
Dia 22.12 – domingo 15h00 Cícero Gomes e Manuela Roçado Espetáculo
Dia 22.12 – domingo 18h00 Cícero Gomes e Manuela Roçado Espetáculo

 

Corais Convidados

 

DATA  DIA SEMANA HORÁRIO CORAL REGENTE
11/dez 4ª feira 19h30 Coral Infanto Juvenil do Mackenzie Claudia Soccio Mussi
12/dez 5ª feira 19h30 Coral Cantabile Eli de Souza Gonçalves
13/dez 6ª feira 19h30 Coral Avenues Choir Neide Mussete
14/dez Sab 10h00 Coral do Instituto Accordes Amarylis Coev
14/dez Sab 16h00 Coral Presbitério do Piratininga Marcelo Maciel
14/dez Sab 19h00 Coral Aramacan e Orquestra de Viola de S.B.Campo, sob a regência do maestro Leandro de Abreu Rosana Massuela

 

 

 

15/dez Dom 14h00 Coral Sol Maior Telma Clementino
15/dez Dom 17h00 Coral Sol Maior Telma Clementino
18/dez 4ª feira 19h30 Madrigal Música Nova Amarylis Coev
19/dez 5ª feira 19h30 Coral Canto das Águas AAPS Janoel Alves
20/dez 6ª feira 19h30 Coral Compasso 22 e Orquestra de Viola de S.B.Campo, sob a regência do maestro Leandro de Abreu Rosana Massuela

 

 

 

21/dez Sab 16h00 Coral Fascinação Simone Strublic
21/dez Sab 19h00 Coral Fascinação Simone Strublic
22/dez Dom 14h00 Coral Mix Emily
22/dez Dom 17h00 Coral Mix Emily

 

Sobre o Teatro Alfa

O Teatro Alfa completa 20 anos de operação em abril de 2018. Nesse período, fez 7.190 apresentações para um público de 3.146.458 pessoas, conquistando espaço relevante na cena cultural da cidade de São Paulo. Administrado pelo Instituto Alfa de Cultura, o Teatro Alfa é um teatro privado que mantém temporadas regulares nas áreas de dança e teatro infantil, apresentando também espetáculos musicais de grande porte, música erudita e popular e teatro adulto. O Teatro Alfa foi idealizado para múltiplo uso e equipado com excelente mecânica cênica, iluminação e sonorização. A sua manutenção exemplar o mantém em perfeito estado de conservação e investimentos são feitos para constante atualização técnica. Com duas salas, os espaços são versáteis e acomodam todo tipo de espetáculo. O Teatro Alfa acolhe com total adequação espetáculos de dança, óperas, orquestras, música popular, teatro e musicais, além de dispor de ótima infraestrutura para realização de congressos e seminários. Segundo a avaliação de artistas produtores, companhias e do público, o Teatro Alfa supera as expectativas por ser conduzido por uma equipe altamente qualificada, apta a receber produções sofisticadas e de grande exigência técnica.

Na Sala A, com capacidade para 1110 lugares, a plateia foi projetada para envolver o palco, permitindo sua melhor exploração. De qualquer uma de suas poltronas, o público tem total conforto e uma visão privilegiada dos espetáculos. A Sala B, com capacidade para 200 lugares, abriga teatro adulto, infantil e música. Inaugurada por Raul Cortez, por lá já passaram nomes como Marco Nanini, Yamandú Costa, Helena Meirelles (último espetáculo de sua carreira), Nuno Mindelis, Ricardo Herz, Walderez de Barros, Selton Melo e Angela Dip, entre outros.