O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse esta segunda-feira que quer negociar com a União Europeia (UE) um pacto comercial similar ao do Canadá (CETA) e defendeu que, para isso, “não há necessidade” de que o Reino Unido se submeta a “toda a panóplia” de regulações comunitárias.

Num discurso em Londres frente a empresários e embaixadores, Boris Johnson avisou que, se não consegue esse acordo, o comércio bilateral vai-se basear no de saída assinado em 2019 ou num tratado parecido ao que o bloco está a negociar com a Austrália.

O chefe do Governo britânico propôs a sua posição negociadora após o país ter saído formalmente da UE depois de 47 anos a 31 de janeiro, abrindo um período de negociação até sobre a nova relação comercial até 31 de dezembro.