Mais um esquema de contrabando de brasileiros para os Estados Unidos é desmantelado pelas autoridades brasileiras. A Polícia Federal anunciou que prendeu em flagrante, na madrugada de quinta-feira, dia 05, dez suspeitos de integrar um esquema que traficava crianças do Brasil para terras norte-americanas.

As prisões aconteceram no Aeroporto Internacional de Brasília, e de acordo com as informações, as crianças seriam levadas até o México e de lá seguiriam para a fronteira com os Estados Unidos, onde se entregariam para as autoridades federais de imigração, no sistema conhecido por “Cai-cai”.

A polícia informou que os presos estavam acompanhados por oito crianças e nenhuma delas tinha autorização para entrar nos EUA. Algumas tinham passaportes falsificados, como forma de se passarem por filhos dos suspeitos.

O site G1 detalhou o esquema e explicou como funciona. Um adulto ou um casal interessado em entrar ilegalmente nos EUA paga a uma família para se passar por pais de uma criança; O passaporte da criança “alugada” é adulterado, com a inclusão do nome dos pais falsos; O adulto ou o casal atravessa a fronteira do México para os EUA. Ao chegar em solo norte-americano, se entrega às autoridades de imigração na companhia da criança; Isso impede a deportação imediata do adulto, pois a criança não pode permanecer sozinha nos EUA durante os trâmites de repatriação para o Brasil.

As investigações feitas pela polícia mostraram que a mãe de uma das crianças usadas no esquema morou mais de um mês com um casal que foi preso nesta operação. Isso era uma estratégia para fazer com que a criança se acostumasse com a companhia desses adultos, que pagavam para se passar por seus pais.

Os presos são investigados pelos crimes de promoção de imigração ilegal de menor de idade e de falsificação de documentos, entre outros. O nome deles não foi divulgado.

Fonte: G1