Veterinária lista dicas para auxiliar os tutores nos cuidados com os felinos durante a pandemia do Covid-19

Os gatos gostam de ter seu ambiente “sob controle”, por isso, qualquer alteração em seu ambiente e rotina podem ser muito estressantes. Perante as mudanças pelo isolamento social, que visa conter os avanços do coronavírus, os felinos estão lidando com uma nova realidade: a presença constante dos tutores em casa.

Essa é uma situação desafiadora e por isso, adaptação é a palavra-chave para manter o bem-estar dos gatos nesse período. Pensando em facilitar a rotina dos animais, a médica veterinária e Gerente de Produtos da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec, separou algumas dicas. Confira:

Mantenha a rotina do animal:

Os gatos conseguem identificar que algo está diferente, pois percebem as mudanças na rotina e comportamento do tutor, e isso pode ser bem estressante para eles. Por isso, o ideal é tentar manter a rotina do animal. Se possível, evite a reorganização dos móveis e alterações nas disposições dos objetos utilizados pelos pets, pois isso pode gerar desconforto e aumentar os níveis de estresse. É importante também manter a mesma rotina de alimentação.

Cuidados com os objetos novos na casa:

Muitas pessoas estão trabalhando via home office, e como os felinos têm uma natureza curiosa, alguns itens utilizados no trabalho pelo tutor podem despertar o interesse do animal. Por isso, é imprescindível não deixar itens, como tesouras, agulhas, sacos plásticos, entre outros objetos que possam oferecer algum risco para o pet, em locais de fácil acesso. É importante também redobrar os cuidados com os produtos de limpeza, que estão sendo ainda mais utilizados nesse período. Guarde todos em um espaço onde o felino não tenha acesso.

Cantinhos da soneca:

Os gatos passam grande parte do tempo dormindo. Por isso, é importante respeitar esse hábito. É comum querer aproveitar o tempo extra para curtir mais o felino, mas se perceber que o animal está buscando um local para descanso, deixe o pet livre.

Certifique-se que o felino ainda consiga acessar seus locais de descanso favoritos e os espaços elevados onde ele costuma ficar quando está sozinho na residência.

Bons mimos e carinho, mas sem exageros.

Estar em contato com o gato é uma atividade reconfortante para o tutor e o animal, mas é preciso ter cuidado para que esse comportamento não gere, mesmo que de forma inconsciente, ansiedade, estresse ou qualquer desconforto para o felino.

Lembre-se que os pets conseguem sentir as mudanças comportamentais do tutor e que precisam de alguns momentos sozinhos.

Brinquem juntos:

Os felinos adoram brincar, e esses momentos de interação com o tutor são uma ótima oportunidade de estreitar os laços e trazer estímulos positivos para essa nova rotina. Algumas opções de entretenimento para os gatos, que podem ser reproduzidas no ambiente doméstico são: Esconde- esconde – Esconda alguns petiscos específicos para gatos embaixo do tapete ou em uma toalha no chão. Você pode colocá-los juntos para facilitar que o gato encontre-os.

  • Brincadeira na água – Coloque uma pequena quantidade de água em uma vasilha e mergulhe uma bolinha ou um barquinho de papel: brinque com o gato para empurrar o objeto aqui e ali na superfície. Também vale congelar pequenas porções de alimento úmido específicos para gatos (em forma de gelo, por exemplo) e depois de congelado colocar na vasilha com um pouco de água para o gato brincar. Essa, também é uma maneira de tentar ajudar no aumento da ingestão de água.
  • Jogo de caça – Encha o fundo de uma caixa de papelão com pelo menos duas camadas de bolas de papel e jogue um rato de brinquedo para que o gato possa “encontrá-lo” como se e estivesse caçando.
  • Capture se puder – Construa um avião de papel e desafie o gato para pegá-lo durante o voo. As varinhas com penas e bolinhas na ponta também são ótimos brinquedos para estimular a brincadeira de caçar.

Sobre a Ceva Saúde Animal

A Ceva Saúde Animal é uma multinacional francesa, comprometida com o desenvolvimento de produtos inovadores para o mercado de saúde animal. A empresa, que está presente em mais de 110 países, foca sua atuação na produção e comercialização de produtos farmacêuticos e biológicos para animais de companhia e produção. Mais informações em: www.ceva.com.br