Ladrões roubam quase 50 mil máscaras protetoras destinadas a clínicas na cidade de Colônia, no oeste da Alemanha. Segundo informações divulgadas pela polícia nesta terça-feira (17/03), as máscaras foram levadas do centro de logística de hospitais da cidade, localizado no bairro de Mülheim. Uma funcionária do local percebeu o roubo na manhã de segunda-feira e informou as autoridades.

Após o roubo, a equipe de gerenciamento de crises da cidade determinou que todos os estoques de equipamentos de proteção necessários na crise de coronavírus nas clínicas e serviços de emergência sejam verificados e que as medidas de proteção contra o furto desses itens sejam intensificadas.

“Esta é uma nova modalidade de roubo”, disse uma porta-voz das clínicas à agência de notícias DPA. “Estamos falando aqui de artigos que normalmente têm um valor medido em centavos, mas aparentemente há um mercado para eles agora.”

A porta-voz disse que, apesar do roubo, não há risco de uma escassez iminente desses produtos nos hospitais da cidade.

A polícia na Alemanha vem relatando diversos roubos relacionados à crise de coronavírus.

Na estado da Baixa Saxônia, 20 pacotes com 1.200 máscaras de proteção foram roubados de um hospital na cidade de Sulingen no início deste mês. Na Renânia do Norte-Vestfália, o estado em que Colônia está localizada, os hospitais relataram o roubo de centenas de garrafas de desinfetante para mãos, produto agora escasso no comércio.

Em Berlim, grandes quantidades de desinfetantes, máscaras, luvas e roupas de proteção foram roubadas da unidade de terapia intensiva infantil da Clínica Virchow do hospital universitário Charité, onde estão em tratamento menores com câncer, informou a emissora RBB.

Fonte: DW