Pietro Alves da Conceição e sua mãe Patricia de Carvalho Alves

Parceria com o Instituto Ronald McDonald apoia a operação das Casas Ronald McDonald do Brasil, contribuindo com milhares de crianças e adolescentes com câncer

São Paulo, abril de 2020 – Parceria entre o Instituto BRF e o Instituto Ronald McDonald garante a doação mensal de cerca de 1,5 tonelada de alimentos para a operação das sete Casas Ronald McDonald no Brasil, beneficiando milhares de crianças com câncer, imunodeprimidas e mais suscetíveis à contaminação, além das suas famílias, que são atendidas nessas instituições.

A ação tem como objetivo promover a qualidade de vida de crianças e familiares em tratamento e recuperação do câncer infanto-juvenil de forma a auxiliar na alimentação, principalmente em um momento de atenção mundial. Produtos, como cortes de frango, carne suína, frios, entre outros, contribuem diariamente com as cinco refeições servidas nas Casas Ronald McDonald: café da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e um lanche noturno.

“Ao apoiar iniciativas como a do Instituto Ronald McDonald, estamos contribuindo para que mais pessoas tenham acesso ao alimento, uma ação alinhada aos compromissos da nossa companhia: qualidade, segurança e integridade. O Instituto BRF reforça essa parceria, realizando investimentos sociais, promovendo o voluntariado corporativo e, também, apoiando as comunidades onde estamos presentes” destaca Grazielle Parenti, diretora-executiva do Instituto BRF.

Há mais de 20 anos, a entidade atua para aumentar as chances de cura de crianças e adolescentes com câncer no Brasil e, somente em 2019, as Casas Ronald McDonald, serviram mais de 550 mil refeições para esses pacientes e suas famílias.

“Nosso sentimento é de gratidão pelo início dessa parceria de sucesso com o Instituto BRF. São centenas de refeições servidas diariamente nas Casas Ronald McDonald do Brasil e esse apoio do Instituto BRF fará grande diferença para que possamos seguir nossa missão de promover a saúde e qualidade de vida para as crianças, adolescentes com câncer e seus familiares”, celebra Francisco Neves, superintendente do Instituto Ronald McDonald.

Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer é a enfermidade que mais mata crianças e adolescentes de 1 a 19 anos no país, mais de 1 caso novo por minuto. Por isso, o objetivo do Instituto Ronald McDonald para os próximos anos é avançar ainda mais nesse desafio e ampliar as chances de cura de crianças e adolescentes para cerca de 85%, elevando para o mesmo nível de países com um alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Hoje esse patamar está em torno de 64% no Brasil.

Mesmo com o contexto mundial da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) e com o avanço de casos de contaminação no Brasil, o Instituto BRF, que tem como objetivo promover a vida melhor e ações mais sustentáveis nas comunidades onde atua, suspendeu temporariamente suas ações de voluntariado, mas mantém suas atividades.

Sobre o Instituto Ronald McDonald

Organização sem fins lucrativos, o Instituto Ronald McDonald (IRM) atua há mais 20 anos para aproximar famílias da cura do câncer infantojuvenil e aumentar as chances de cura da doença aos mesmos patamares dos países com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Para atingir esse objetivo, o Instituto Ronald McDonald, vencedor do prêmio de Melhor ONG em saúde e classificado por três anos consecutivos entre as 100 melhores ONGs do Brasil -, de acordo com o Instituto Doar -, trabalha promovendo a estruturação de hospitais especializados, a hospedagem para famílias que residem longe dos hospitais, a capacita profissionais de saúde para realizarem o diagnóstico precoce, incentiva a adesão a protocolos clínicos e promove disseminação de conhecimento sobre a causa. A ONG faz parte do sistema beneficente global Ronald McDonald House Charities (RMHC), presente em mais de 60 países, coordenando os programas globais: Casa Ronald McDonald, voltado para a hospedagem, transporte e alimentação dos pacientes; e o Programa Espaço da Família Ronald McDonald, que torna menos desgastante o dia a dia das famílias durante o tratamento. No Brasil, há ainda outros dois programas locais: Atenção Integral e Diagnóstico Precoce, com ações específicas de combate ao câncer infantojuvenil. O Instituto conta com o apoio de diversas empresas e pessoas físicas para desenvolver e manter seus programas. Saiba mais sobre as fontes de arrecadação, os programas e as instituições beneficiadas em http://www.institutoronald.org.br.

Sobre a BRF

Maior exportadora global de frango do mundo, a BRF possui marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy. Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa. Pautada pelos compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a Companhia baseia sua estratégia em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para as comunidades em que atua, seus colaboradores e integrados, acionistas e para a sociedade.