Após cinco meses, o Campeonato Cearense de Rally retoma às atividades com a realização da segunda etapa da temporada 2020 seguindo rígido protocolo de biossegurança e largada tipo “drive thru”.

No dia 14 de março, um sábado, foi disputada a primeira etapa da temporada 2020 do Campeonato Cearense de Rally. Dias depois o que se viu em todo o país, a exemplo do mundo, foi o cancelamento das competições esportivas e a adoção de políticas de isolamento para combater o avanço da pandemia do novo corona vírus (SARS-CoV-2/COVID-19).

Com o passar dos meses houve flexibilização das atividades em alguns setores à medida que os números de infectados caiam como é o caso do Ceará e assim, cinco meses e um dia após o início da competição, será realizado neste sábado (15) a segunda etapa do Cearense de Rally.

Para que a prova pudesse ser autorizada, a Associação Cearense de Pilotos e Navegadores (ACPN), entidade que organiza a competição, homologada pela Federação Cearense de Automobilismo (FCA) e Federação de Motociclismo Cearense (FMC), considerando os impactos trazidos pela COVID-19, elaborou um guia de recomendações, de acordo com o Ministério da Saúde (MS), a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), entidades que regulam o esporte motor do Brasil.

Além do guia que foi distribuído para todos os que vão participar da etapa, direta ou indiretamente, a ACPN adotou medidas de prevenção e controle visando proteger a saúde de todos os envolvidos.

A primeira medida adotada para prevenir a propagação e reduzir a concentração de agentes infecciosos no ambiente do evento foi minimizar o número de áreas em que há exposição ao SARS-CoV-2 e diminuir o número de pessoas expostas, por isso, o uso de máscara é obrigatório para os competidores e as equipes de apoio e organização devem usar máscaras de pano ou tecido sintético mais a máscara com aparato acrílico ou acetato.

A escolha do local de largada (Município de Aquiraz – Na Região Metropolitana de Fortaleza) foi realizada levando-se em conta seus indicadores de queda no número de casos da COVID-19 na ordem de 23% e no número de mortes na ordem de 50%.

Ainda com relação à largada, esta será realizada em sistema “drive thru”. Será montado um parque desportivo em formato de drive thru para a entrega de GPS, e local onde será instalado o relógio oficial da prova. Os acessos serão controlados para a entrada exclusiva de pessoal da organização, colaboradores do evento e os veículos que participarão da competição. Não haverá a presença de expectadores e todos deverão ter sua temperatura corporal medida antes de adentrar no parque. Aquele cuja temperatura seja superior a 37,5ºC não vai participar da competição nem ter sua entrada permitida no parque da largada.

Além dessas medidas, o briefing que precede cada etapa será realizado por meio de conferência on-line com transmissão pelo www.cearensederally.com.br, o mesmo para os competidores realizarem suas inscrições.

A divulgação dos resultados e premiação simbólica também serão realizadas, ao vivo, por transmissão on-line no site nas rede sociais do Campeonato Cearense de Rally.

Largada – Embora a cidade de Aquiraz tenha sido escolhida como sede da largada, a ACPN só vai divulgar o local da largada no briefing, mas o primeiro carro a largar sairá às 8h de sábado (15).

Outras medidas de segurança adotadas:

1 Obrigatoriedade dos competidores, organizadores, equipe de apoio e colaboradores de apresentarem resultado de teste comprovando não estarem infectados com a COVID-19.

2 Deverá ser respeitado a distância de 1,5 metros entre as pessoas, em pé ou mesmo sentados; para evitar filas, será autorizado a entrada no parque desportivo, tipo drive thru, de um veículo por vez.

3 O parque contará com um totem com acionamento a pedal com álcool gel.

4 A entrega da planilha será realizada de forma eletrônica.

5 Haverá uma UTI móvel na Largada – Parque Desportivo, no neutro e no Final da prova.

6 O local do Neutro da prova será aberto e vai dispor de no mínimo dois banheiros com duas pessoas da limpeza devidamente paramentada com EPI’s e mantendo uma distância mínima de 1,5m e controlando o fluxo de entrada e saída bem como limpeza a cada pessoa que utilizar o banheiro.

7 No Neutro também haverá um totem com acionamento pedal de álcool em gel para ser utilizado pelo competidores.

8 Os competidores serão orientados a obedecer ao fluxo máximo de permanência de 10 minutos. No local estabelecido para o Neutro.

9 O local de chegada será o mesmo de largada, porém utilizado apenas para entrega dos GPS em sistema de drive thru. No local deverá ter duas pessoas da organização devidamente paramentada com EPI’s e mantendo uma distância mínima de 1,5m e controlando o fluxo de entrada e saída dos veículos.

30 anos de campeonato.

Neste ano, o Campeonato Cearense de Rally completa 30 anos de atividades ininterruptas, algo inédito em todo o país.