O Boston City FC, clube criado nos EUA e que possui uma filial brasileira na cidade mineira de Manhuaçu (MG), tem adotado uma postura diferente em relação à maioria dos times de futebol espalhados por todo o mundo.

Enquanto os campeonatos foram retomados em diversos países, mesmo com a pandemia de coronavírus, o Boston City FC, tanto nos EUA como no Brasil, não tem disputado partidas, sejam oficiais ou amistosas, em decorrência da Covid-19. Inclusive, todos os times, de base e profissional, sequer têm mantido rotina de treinamentos.

“A prioridade deve ser a saúde de todos os profissionais envolvidos nas atividades do clube. A pandemia ainda não acabou e precisamos preservar o bem-estar de nossos atletas e colaboradores. Por isso, apesar do retorno do futebol, optamos por manter todas as nossas atividades de campo suspensas. Já os funcionários que desempenham funções administrativas permanecem trabalhando de suas casas”, argumentou Renato Valentim, CEO do clube.

Nos EUA, o Boston City FC está atualmente em um campeonato que equivale à terceira divisão nacional. O torneio não retornou após o surto de coronavírus. Já no Brasil, o clube possui equipes Sub-15, Sub-17 e Sub-20 na Primeira Divisão Mineira das respectivas categorias, além do time profissional na Segunda Divisão – dessas competições, apenas a Segunda Divisão foi retomada, mas o Boston City FC se recusou a jogar.

“Mesmo que os outros campeonatos retornassem neste momento, com o péssimo cenário em que ainda vivemos, abriríamos mão de disputá-los também. Entendemos que é importante expor a marca e que tal exposição gera recursos ao nosso caixa, mas, como disse, a saúde é mais importante. O Brasil e os EUA são os países mais afetados pela pandemia. Diariamente, vemos times brasileiros sofrendo com surtos e isso é muito preocupante. Já que clubes, federações e confederações decidiram pela volta do futebol, seria interessante repensar os modelos dos campeonatos, reduzindo deslocamentos e minimizando riscos de contaminação”, avaliou o dirigente.

Investimento

Empresário bem-sucedido nos ramos gastronômico e imobiliário, Renato Valentim mantém os investimentos no Boston City FC mesmo com as atividades esportivas paralisadas. Em Manhuaçu, cidade natal do CEO, o clube tem construído um moderno complexo esportivo, que contempla uma arena multiuso e um Centro de Treinamento para mais de 130 atletas. A projeção é que toda a obra fique pronta no final de 2024.

“Com responsabilidade financeira, sem gastar mais do que arrecadamos, conseguimos manter as contas em dia e realizar este grande investimento que proporcionará um retorno social à região de Manhuaçu, gerando oportunidades a atletas profissionais e jovens que possuem o sonho de brilhar no esporte. Nosso complexo será algo pioneiro em Minas Gerais e, com certeza, renderá muitos frutos ao futebol brasileiro e mundial. O meu grande desejo é ver um jogador revelado pelo Boston City FC vestindo a camisa da Seleção Brasileira. A partir da estrutura que estamos montando em Manhuaçu, não tenho dúvidas de que este sonho se tornará realidade em um futuro próximo”, finalizou o dirigente.