De acordo com as autoridades sanitárias da Califórnia, citadas pela Associated Press (AP), o número cada vez mais reduzido de infeções contabilizadas e o avanço da vacinação justificaram a decisão de levantar as principais medidas implementadas há vários meses para mitigar a propagação do SARS-CoV-2.

Por isso, a partir de 15 de junho deixa de ser necessário praticar o distanciamento físico entre pessoas e os estabelecimentos, como, por exemplo, os restaurantes, podem funcionar com a capacidade máxima.

Contudo, a utilização de equipamentos de proteção individual, como, por exemplo, as máscaras, vai continuar a vigorar, uma vez que as autoridades californianas não querem um relaxamento absoluto que poderá conduzir a um aumento substancial das infeções.

A data foi escolhida para coincidir com as orientações do Centro de Controlo e de Prevenção de Doenças (CDC). Este órgão decidiu que a população vacinada já não precisa, por exemplo, de utilizar a máscara e de praticar o distanciamento físico.

As diretrizes federais explicitam, no entanto, que as máscaras têm de ser utilizadas em locais fechados, como, por exemplo, aviões, autocarros, hospitais e prisões.

Os Estados Unidos continuam a ser o país com mais mortes (588.528) e também com mais infeções registadas (33.055.614) no mundo.

Fonte:NM