Quando se fala do tema violência, é algo desagradável, quando se fala violência contra a mulher, é mais desagradável ainda. A temática é discutida há anos, mas só nos últimas 4 anos pra cá vem ganhando força, visto que é uma triste realidade que está a nossa porta, através da vizinha, da diarista, da mãe da amiga da escola, em nosso ambiente de trabalho e principalmente com nossos familiares e amigos.

 

Brasil, Goiânia – GO, dezembro de 2021 – Atenta a essa realidade Anna Karolyne Nunes de Castro, advogada, casada e servidora pública, idealizou e fez nascer o Projeto Liberdade Rosa, voltado para o atendimento de mulheres que se encontram em condições de vulnerabilidade independente de  classe social, com apoio jurídico, psicológico, alimentar e outros auxílios, a depender da situação.

Para saber mais sobre o Liberdade Rosa, o Na Pauta Online, conversou com Anna Karolyne, chamada por muitas carinhosamente de Dra. Anna.

NP – Quando e como surgiu o Projeto Liberdade Rosa?

AK – Surgiu através de um sonho que se tornou realidade em agosto de 2019.

NP – Quantas pessoas fazem parte do projeto?

AK –  Atualmente 11 pessoas colaboram conosco.

NP – Quantas mulheres já foram atendidas pelo Liberdade Rosa?

AK – Contabilizadas até o momento, 42 mulheres, foram acolhidas e receberam algum tipo de atendimento, totalmente gratuito.

NP – Como as pessoas podem entrar em contato com o Projeto?

AK – Através das nossa redes sociais – IGT: @LIBERDADEROSA ou  @DRAANNAKAROLYNE.

NP – O Liberdade Rosa tem apoio e/ou parcerias com a Policia Civil do Estado de Goiás?

AK –  A Delegacia de Atendimento Especializado a Mulher – DEAM-GO, fornece apoio nos atendimento as vítimas de agressões, seja violência física ou emocional .

NP – Quem pode trabalhar como voluntário no Liberdade Rosa?

AK – Todos aqueles que quiserem engajar na luta contra a violência à mulher, são bem vindos, atualmente trabalhamos apenas como voluntários sem distinção de gênero.

NP – Você como idealizadora desse projeto, onde pensa em levar o Liberdade Rosa em termos de municípios e estados?

Dra. Anna Karolyne, idealizadora do Projeto Liberdade Rosa

AK – Um dia sonhei com este projeto, hoje ele é realidade, agora sonho em levar o Liberdade Rosa para todo o estado de Goiás, em curto prazo e a longo prazo torná-lo  um movimento ativo nacional, principalmente nas escolas, faculdades e universidades.

NP – Qual a sua mensagem às pessoas que estão lendo esta matéria sobre a questão da VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER?

AK – Não sejam omissos! Não aceitem violência contra mulher, DENUNCIEM, a vítima amanhã pode ser você ou um ente querido.

Desejo que o Brasil, ao contrário do que vem acontecendo, se torne um nação mais tolerante, menos violenta em todos os aspectos. Façamos a nossa parte.