Deep Center cresce 124% em 2020 e projeta dobrar faturamento em 2021

Mesmo com pandemia de covid-19, empresa especializada em gestão da informação para contact centers, SAC e cobrança mais que dobrou o número de clientes

04/03/2021 –

A pandemia de covid-19 impulsionou a digitalização da grande maioria dos negócios – e com ela a necessidade de estabelecer um melhor relacionamento com os usuários em todos os canais. Isso fez com que empresas do setor pudessem crescer de forma significativa, como aconteceu com a Deep Center.

A empresa especialista em gestão da informação para contact centers, SAC e cobrança mais que dobrou o faturamento em 2020. No total, obteve crescimento de 124% no comparativo com 2019. O número de clientes B2B também registrou um grande salto: 120%.

Três motivos explicam o resultado positivo no ano passado. O primeiro deles é o desenvolvimento de novos produtos, como o Speech Analytics, capaz de coletar informações a partir de áudios. Além disso, também houve cross selling na base de clientes atuais e o foco no mercado financeiro e de recuperação de crédito, em alta por causa da pandemia.

Para dar conta desse crescimento, a Deep Center investiu em pesquisa e desenvolvimento, ampliando o data center e adquirindo ativos de tecnologia. Além do Speech Analytics, desenvolveu projetos de assistentes virtuais e análise de dados focados prioritariamente em recuperação de crédito.

Dessa forma, a meta em 2021 é manter o crescimento acelerado. A expectativa é aumentar o faturamento em 120%, atingindo cerca de R$ 24 milhões. Além disso, pretende captar 12 novos contratos e desenvolver dois novos produtos, bem como trabalhar com foco em sustentação de ambientes, experiência do cliente, governança e compliance.

“A Deep Center se adaptou bem à realidade imposta pelo coronavírus, principalmente identificando segmentos que precisavam das nossas soluções de gestão da informação para relacionamentos e, claro, oferecendo novos produtos e serviços que entregavam valor a essas empresas”, comenta Gabriel Camargo, CEO da Deep Center.